Modo de Aplicação



Às formigas cortadeiras tem um importante papel no ecossistema, entre outras elas airam o solo, depositam matéria orgânica no subsolo além de participarem da cadeia alimentar de muitos pássaros, repteis e mamíferos.

 

Ao utilizarmos agroquímicos para o controle das cortadeiras estamos colocando em risco o ecossistema, restringindo a biodiversidade da área gerando um maior desequilíbrio.

 

A BIOISCA, formicida orgânico, aprovado para agricultura orgânica pelo Ministério da Agricultura e cientificado pelo IBD é um produto que não causa impacto no meio ambiente e seguindo o modo de aplicação corretamente obteremos o controle do formigueiro minimizando os prejuízos causado por essas formigas.

 

IMPORTANTE: Avalie o dano antes de iniciar o tratamento para, após as aplicações, avaliar os resultados.

 

Localização do formigueiro:

 

Às formigas cortadeiras tem hábitos noturnos, o que torna mais complexo a identificação porque quando amanhece nos deparamos com o dano e com umas poucas formigas retardatárias, nos levando a crer que o problema é pequeno.

 

Para identificar o formigueiro devemos, partindo do dano, seguirmos os carreiros por onde elas transportam o material cortado até encontrar um orifício aonde elas entram na terra, local que é comumente denominado de olheiro de alimentação. Esse olheiro pode não ser único, fazendo parte de uma complexa colónia.

 

O material cortado será transportado até as câmaras, onde passarão por inspeção para posterior introdução no jardim de fungos, servindo este como substrato. Em um sauveiro essas câmaras de localizam abaixo do murundu.

 

É importante localizar o murundu, monte de terra solta que as formigas colocam para fora para abrirem túneis e panelas serão cultivados os jardins de fungos e demais compartimentos que fazem parte do formigueiro, para que possamos dar uma volta em torno na tentativa de localizar outros olheiros que pertençam à mesma colônia. Com isso teremos o dimensionamento correto do formigueiro.

 

Depois de localizado o murundu e todos os olheiros de alimentação, estamos prontos para iniciar o tratamento.

 

 

 APLICAÇÃO UTILIZANDO GARRAFA PET:


*Indicado quando é possível localizar todos os olheiros de alimentação.

 

Para facilitar a dosagem e evitar desperdício com umidade (chuva, orvalho e irrigação), utilize garrafas “pet” como porta isca.

 

Abasteça as garrafas com 2/3 de Bioisca, faça uma dobra no bico e posicione as garrafas sobre o carreiro apontadas para o olheiro de alimentação.

 

Coloque uma garrafa em cada olheiro de alimentação.



Reabasteça sempre que necessário até a paralisação dos danos econômicos.

Havendo sobra, remaneje para outro olheiro ou outros formigueiros.

Caso o fluxo de formigas seja grande e o bico da garrafa seja pequeno ás formigas podem passar do lado e continuar o dano, nesse caso podemos abrir a garrafa na parte inferior aumentando a entrada, colocar mais garrafas ou também utilize a porta isca balde.




 APLICAÇÃO UTILIZANDO PORTA ISCA BALDE:


O porta isca balde foi desenvolvido com a finalidade de facilitar o manejo no tratamento de formigas cortadeiras e evitar desperdício de isca.

Diferente do porta isca garrafa pet, o porta isca Balde possui várias entradas de acesso á Bioisca, o que permite a passagem do ar, espalhando o cheiro atrativo para as formigas, característica fundamental quando não temos noção exata de onde se localiza todos os olheiros de alimentação.

Outra vantagem é que a Bioisca fica a aproximadamente 4 centímetros do solo permitindo aplicação também em dias chuvosos ou em áreas com irrigação.

O porta isca Balde cabe ate 3 kg de Bioisca, e possui a facilidade de fechamento pratico das entradas de isca, permitindo o transporte do balde sem ocasionar desperdício.

 

Como usar:


Caso seja localizado o murundu (monte de terra solta), raspe um ponto do murundu até descobrir o duto do sauveiro, posicionando o balde onde começar a sair formigas.

Definido o local de aplicação, abasteça o balde colocando de dois a três quilos de Bioisca, feche com a tampa girando ¼ de volta, transporte o porta isca carregando-o pela alça com as entradas fechadas até o local de tratamento, posicione o balde no local desejado e só depois abra as entradas.

Faça acompanhamento observando o dano e o carregamento de Bioisca se for o caso, o balde poderá ser reabastecido para completar o tratamento, ou se sobrar isca no balde, este pode ser colocado em outro formigueiro.